Arquivo da tag: bouquet

Contra mal olhado eu carrego o meu patua…

Muitas noivas gostam de levar junto consigo ao altar um patua…rs rs rs Seja um raminho de arruda , uma pimentinha no meio do Buquet , um santinho da familia….Eu não acredito em nada disso mas , na duvida né?! rs rs rs Eu sou bastante cética quanto esse assunto , primeiro por ser cristã e segundo pq se funcionasse Adriane GaGalisteu teria tido sucesso no seu casorio com Roberto “O Justus”…Lembram que ela entrou na igreja usando um ramo de arruda como Buquet???? Ai ai ai ….E vocês já pensaram nisso????Vão fazer algum patua para levar com vocês????E se vc não for levar patuá nenhum conta se vai escrever o nome das solteiras no vestido , conta o que vc vai fazer de diferente….

 

A foto da Dri tá um horror mas não achei nenhuma com melhor qualidade …Desculpem

10 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Bouquet & Inspire-se

Vocês gostam????Ou preferem o tradiconal , cheio de flores, cores e etcs….

imagem reprodução

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Plumas & Bouquet

Quatro meses atrás fizemos um post aqui no blog falando quanto dempo demoraria para as plumas invadirem o universo das noivas….Ainda não vimos nenhuma coleção de noivas com plumas , mas cada vez mais vemos bouquets…E vocês o que acham ????

Imagens Boutwell Studios 

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Jogar o bouquet

Dizem que a solteira que pegar o bouquet será a próxima a casar. Dizem, do verbo, é furada. Peguei dois, vi uma galera casar depois disso (e pegar bouquets) e decidi não tentar mais pegar. Hoje, – vejam só que coisa! – depois de muitos bouquets perdidos, estou noiva.

Bem, eu sei que a maioria vai mais pela brincadeira. Mas… não é meio machista isso não? Um bando de mulheres desesperadas dando gritinhos se atracando por um bouquet? Sim, algumas literalmente se atracam! E os homens? Riem e se divertem! Não deveria o noivo jogar algo para eles também para que a noiva os veja se atracando?

Já teve sim quem jogasse caixa de charuto ou pseudo-caixa de whisky para eles. Mas parece que a brincadeira não pega. Ou pega?

Por mais que seja brincadeira (sim, eu provavelmente jogarei o meu… ou não… quem sabe?), eu confesso: acho meio machista. E constrangedor também. Especialmente quando começam a chamar solteiras pelo nome. Pelamor, gente, não! Chamar pelo nome é maldade! Nunca se sabe se a mocinha lida bem com a fase de solteirice ou não.

Mas sei lá… parece que algumas solteiras gostam da brincadeira. E para elas, às vezes ainda tem sapo, oração do desencalhe e medalhinha de Santo Antônio. E eu que já não gosto da palavra encalhada… Leitoras solteiras, vocês não estão encalhadas! No máximo ancoradas! Quando quiserem, é só içar a âncorar e sair a navegar! Ok?

Então eu pergunto: até que ponto queremos manter tradições? Dá para substituir ou adaptar algumas? Quais? Como? Dá para homenagear solteiras E SOLTEIROS de outra forma?

Ou será que estou sendo radical?

Beijos!

__

ps. esta é uma opinião pessoal sobre um tema genérico sem intuito de atingir ninguém em particular. Cada uma é livre para fazer o que quiser no próprio casamento e ser feliz! E a foto é da Fabrícia Soares.

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Uma historinha e uma ajudinha

Um dia uma certa pessoa, que convencionou-se chamar de Camila, deu um presente para seu amado: um bulbo de uma determinada flor, a qual ele já havia comentado que admirava muito. Junto com o bulbo, incumbiu-lhe a missão de cultivá-lo com o mesmo amor com que se cultiva uma relação.

E foi assim, bem piegas mesmo, que se fez o primeiro presente dela para ele. E ele cuidou do bulbo. E o bulbo virou flor. Não, ele virou várias flores! Todas lindas!Cresceu tanto, que ele teve que replantá-lo no jardim da casa, pois ele mal cabia no vaso onde estava. Mas um dia caiu uma tempestade daquelas típicas do verão carioca e a planta não resistiu. Partiu-se ao meio, e não tornou a crescer, para tristeza do rapaz e da Camila.

Acontece que agora a Camila vai se casar e gostaria muito de entrar com uma única flor no lugar de um buquet, o mais parecida (e porque não igual?) àquele presente que ela outrora deu ao seu amado. Um símbolo, que ele certamente reconheceria assim que a visse caminhar em direção a ele no altar.

Porém…

Quem disse que ela consegue encontrar uma DÁLIA no Rio de Janeiro???

Alguém ajuda a Camila? De preferência nas cores da foto acima. Podem deixar contatos nos comentários mesmo.

Obrigada.

(Foto: Stephany Ann Stephens)

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Atenção ao bouquet

Picture 8

Foto: Roland Michels

1 comentário

Arquivado em Amei

Aquele pequeno toque

auszug-marlén-mieth

E por que é que quem quer fugir do todo-mundo-faz-igual precisa fazer tudo-diferente? Às vezes aquela festa tradicional com alguns toques de originalidade já tornam tudo mais especial. Ou não? Há tantas formas de se inovar…

Um vestido tomara-que-NAO-caia já é assim diferente de 90% das noivas. E corações de papel no lugar do arroz (ok, essa parte eu achei breguinha também, mas gosto é gosto). E um bouquet de rosas lilás e amarelas!

Foto: Marlén Mieth

Texto by Jane.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized